A experiência de ser mãe

Quanto tempo blog, quanto tempo meninas!

Como leitoras do blog, muitas de vocês sabem que eu estava grávida, e por isso meu afastamento do blog por três meses. O Bernardo nasceu (comemorando) e hoje vim comentar ou tentar explicar um pouco sobre esse louca e ótima experiência de ser mãe. Ser mãe na adolescência é um pouco assustador, mas os lados bons deixam os ruins bem longe.

Dizendo para outra futura mamãe: Não se assuste com a ideia de ser mãe, de que você não vai saber fazer isso ou aquilo, quando você vê seu bebê chorando pela primeira vez, você tem a absoluta certeza de que você sabe tudo (ou praticamente tudo). Ouvir o primeiro choro do bebê isto sim é uma vitória. Saber que você conseguiu, sentir que ele é seu filho. Não tem explicação, essa é a resposta “chave” para todas as perguntas sobre sensações, sentimento de mãe e filho, essas coisas. Segurar seu filho no colo então, nem se fala. Mesmo sabendo que ele ainda não fala, mas ele se comunica pelo olhar, sim, pelo olhar. Sentimos isso, sentimos a paixão que ele transmite enquanto encontra seu olhar ao nosso.

Agora o Bernardo está começando a sorrir e já está começando a seguir seu olhar para mim, nossa. Seu primeiro sorriso, sem explicação. É como se ele achasse o jeito que você fala com ele engraçado, ele começa a rir depois que come, principalmente. Se você começa a conversar com ele, ele já solta um sorrisão enorme, todo bobo. Sentir que seu filho está te conhecendo, está sorrindo para você é mais uma das outras sensações de vitória, de companheirismo e claramente de muito amor. Bernardo é bem manhoso, agora quase com 3 meses ele já fica dando as mãozinhas, está “se conhecendo”. Coloca bastante a mão na boca, e começa a chorar se deixamos ele sozinho por dois minutos.

Ser mãe é ter receio de tudo, receio de que ele passe bem essa noite, receio de que ele ganhe o peso devido, receio de que ele consiga mamar se alimentando assim bem, receio de que ele pegue algum resfriado assim novinho. Ser mãe é ser praticamente uma leoa, principalmente quando escuta alguém falando do seu filho ou de sua dedicação por ele, aí sim você pode ter certeza que verá uma leoa em sua frente. É você ter coragem para enfrentar todos os desafios e obstáculos em que vê, é ter pique para passar uma noite inteira acordada e mesmo assim sorrir ao olhar para seu filho.

Ser mãe é algo que você não consegue descrever por linhas, parágrafos ou textos maiores que um livro, mas você tentar passar para uma pessoa pelo menos uma breve mensagem parecida com a sensação REAL de ser mãe. Sentir o valor que você tem para ele, perceber o quanto ele fica feliz quando você o pega no colo. Conhecer e aprender junto com ele, coisas que não há dinheiro que pague, como o amor.

DSC_1367

Quando o Bernardo ainda só dormia.

DSC_0406

Primeiro dia das mães

DSC_0251

DSC_0155

DSC_1277

DSC_1723

Garoto propaganda Nikon

DSC_0223

DSC_0123

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s